Oliveira conquista a 19ª  Taça Cidade de Barcelos 2017 -2018.

O Oliveira foi o vencedor da 19ª  Taça Cidade de Barcelos , final que teve lugar no Campo da Devesa em Galegos Santa Maria no passado sábado dia 2 de Junho.

Foi perante a equipa do Remelhe que partia com algum favoritismo para esta Final ,  em função da classificação que ambas as equipas ocupavam na tabela classificativa. O Remelhe terminou em 3º lugar! O Oliveira em 14º Lugar! Esse favoritismo acabou por se revelar em quase todo o jogo em especial ao longo dos 90 minutos! Mas não no resultado fina!

O Remelhe entrou melhor nos primeiros 10 minutos, a partir daí e até aos 20 o Oliveira equilibrou, mas a partir do meio da 1ª parte o Remelhe instalou-se em definitivo  no meio campo do adversário e com toda a naturalidade chegou ao golo aos 26 minutos depois de ter ameaçado com algumas jogadas  de perigo minutos  antes, com Flávio a ter que se aplicar.

 O Golo surgiu na marcação de um pontapé de canto do lado direito do ataque do Remelhe. Jorge Gomes ganha de cabeça na grande área , a bola sai em rosca e Lucas emenda junto do 2º poste , com o guarda redes Flávio a não conseguir desviar uma bola a pingar junto ao ângulo direito  da sua baliza, para nós do sitio onde nos encontrava-nos ficamos com a sensação que Flávio podia ter feito melhor.

 O Oliveira não conseguiu responder ao golo do adversário e Jorge Gomes aos 38 minutos  falha clamorosamente  o 2-0,  ao cabecear ao lado no bico da pequena área  livre de qualquer marcação. O Oliveira teve a sua melhor oportunidade aos 40 minutos, na sequência de um livre  descaído para a esquerda do ataque, a bola foi metida para área, Igor falha a intercessão  e a bola ressalta  para o jogador do Oliveira que apanhado de surpresa rematou frouxo e ao lado da baliza de Igor.

Com este resultado se chegou ao intervalo sem que o Oliveira tivesse criado muito  perigo, insistindo  muito no futebol direto em  bolas longas nas saídas para o contra a ataque, e a errar no último passe, com muitas bolas perdidas pelas linhas laterais!

Na 2ª parte o Oliveira tentou equilibrar, mas era o Remelhe a controlar o jogo com um bom futebol de contenção e apoiado e a ter as melhores jogadas de entendimento junto da baliza de Flávio . Se calhar até contra a corrente do jogo  surge o golo do empate aos 59 minutos. Livre a uns bons 25 metros da baliza de Igor , Sono rematou direto e a bola entra quase ao ângulo da baliza de Igor dando a sensação que Igor toca ainda na bola e nos pareceu mal batido.

Com 1-1. Foi novamente o Remelhe assumir as despesas do jogo Jorge Gomes para nós o melhor jogador em campo ( nos 90 minutos já que desapareceu no prolongamento )  fez uma excelente  jogada aos 78 minutos ao receber na zona frontal e a ganhar posição aos centrais e a rematar ao poste esquerdo da baliza de Flávio. Aos 81 minutos  foi a vez de Vilas com um remate em jeito em zona frontal atirar à  trave.  O jogo chegou ao fim dos 90 minutos com um Remelhe claramente superior mas   a pagar caro a falta de sorte ou pouca inspiração  dos seus avançados.

No prolongamento o jogo baixou de intensidade  como seria natural, com  mais equilíbrio entre as duas formações . Mas seria ainda o Remelhe na segunda parte do prolongamento a ter  a melhor oportunidade  obrigando Flávio a fazer uma defesa apertada, na sequência de um livre directo e mais tarde um remate de Jorge Gomes à malha lateral.

O Jogo foi para as grandes penalidades. Com a equipa do Oliveira a iniciar  a marcação dos penaltis e a concretizar o primeiro. De seguida  foi a vez de Barrega tentar converter o 1º  do Remelhe.  Flávio esticou-se e defendeu, penalti defendido que ditaria o vencedor da Taça, já que a partir daqui ninguém mais falhou. O Oliveira concretizou os 5 penaltis: O Remelhe não precisou de converter o último. Resultado final 1-1. ( 5-3)  em grandes penalidades.

Foi o Oliveira um justo vencedor? Os vencedores são sempre justos. Parabéns ao Oliveira que conquista a sua primeira taça de Barcelos, depois de ter perdido já uma final para o GDR Campo. Fica um amargo de boca muito grande para os jogadores do Remelhe ,  staff técnico e todos os adeptos , porque no nosso entender foram a melhor equipa nesta final. O Oliveira soube sofrer e usar as suas armas, e conseguiu vencer com sorte e mérito nas grandes penalidades, com Flávio a ser decisivo ao defender o penalti de Barrega, Flávio que  acusou alguns nervosismo na 1ª parte ao ter uns pequenos deslizes. Mas na 2ª parte e durante o restante jogo esteve muito bem.

Os nossos parabéns para os treinadores: Miguel Campos e Ricardo Escudeiro , graças a eles proporcionaram um bom espetáculo. E também enaltecer a boa organização desta final por parte da AFPB e todos os órgãos de comunicação presentes. O Popular de Barcelos está em grande . A maior Associação de Futebol Popular de Portugal.

De realçar  a boa arbitragem neste jogo e a festa que ambas as claques proporcionaram nas bancadas repletas,  onde estariam  cerca de 3000 pessoas assistir a esta final.   Enaltecer ainda o  gesto muito bonito da claque do Oliveira aplaudir a equipa do Remelhe no final do jogo, foi sem sombra de dúvidas um gesto bonito por parte das gentes de Oliveira que acarinharam também a equipa vencida e cabisbaixa do Remelhe.